​A importância do SSC – por Verena Isaack

Você deve saber o que é SSC, certo? Todo praticante de BDSM tem que saber o significado dessas 3 letrinhas.

Para você que ainda não sabe e tem curiosidade na prática, S = Sadio S = Seguro C = Consensual.

Isso é importante para manter a saúde física e mental dos participantes e para que as pessoas possam entender e aceitar os limites, umas das outras.

Quando não existe esse acordo, sim um acordo prévio deve ser feito antes da prática, não é prática de BDSM;

Quando não existe esse acordo, pode-se colocar vidas em risco.

Quando não existe esse acordo, pode ser apenas violência de uma parte para outra, pois se não é consensual, é estupro.

 Então, vamos lá! Quer começar a praticar, converse com alguém que tem mais experiência que você e seja sério no meio; a Charlotte é uma ótima pessoa para isso. 

Busque alguém com experiência para te ensinar as práticas possíveis e existentes e que consiga te ajudar a criar um SSC que possa ser compreendido, mesmo que você não possa falar e nem se mover.

Praticantes experientes de BDSM tendem a ter maior sensibilidade com seus parceiros para que tudo saia como o planejado; sim, é ótimo planejar o que será feito!

Apenas para ilustrar a importância do SSC, vou contar uma história que aconteceu na Inglaterra há alguns anos, dentro de uma casa de práticas diversas. Um homem que nunca tinha tido experiência sexual e era muito tímido, olhou todas as práticas existentes na casa (não existiam apenas praticantes de BDSM, existiam vários tipos de prática, incluindo a prostituição básica). O homem escolheu uma dominatrix que o colocou em um catsuit (macacão) de latex e ainda o prendeu com uma camisa de força de latex e o amordaçou com um ball gag. O SSC não foi previamente combinado ou ela não soube ler quando ele fez ou ele não fez, isso até hoje ninguém sabe direito. O homem tinha uma terrível alergia a latex e teve um choque anafilático e morreu ali, na frente da dominatrix.

Histórias como essa acontecem e não são raras.

Se o SSC for combinado previamente, como deve ser e utilizado quando um dos praticantes chegou ao seu limite (normalmente quem é submisso), a prática do BDSM, qualquer que seja ela, tende a ser libertadora, enriquecedora e muito prazerosa.

Busque sempre o máximo de informação antes de fazer ago que nunca fez, em tudo em sua vida.

Por Verena Isaack (sex coach, palestrante e proprietária da Concept Xshop Just Lust )

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s